Os cookies.

Este site utiliza cookies para lhe proporcionar uma melhor experiência de utilização.

Sobre o item

Outro título
The Epic Hero
Descrição Material
84 p.
Resumo
The words “epic” and “hero” both defy generalization, let alone universalizing definitions. Even as general concepts, “epic” and “hero” do not necessarily go together. While recognizing these difficulties, this presentation explores the most representative examples of ancient poetic constructs generally known as “epic heroes,” focusing on Achilles and Odysseus in the Homeric Iliad and Odyssey. Points of comparison include Gilgamesh and Enkidu in the Sumerian, Akkadian, and Hittite cuneiform records; Arjuna and the other Pāṇḍava-s in the Indic Mahābhārata; and Aeneas in the Aeneid of the Roman poet Virgil.
As palavras “épica” e “herói” resistem a generalizações, especialmente as universalizantes. Mesmo como conceitos gerais, “épico” e “herói” não estão necessariamente relacionados. Reconhecendo dificuldades desta natureza, a presente exposição explora os exemplos mais representativos dos constructos da poética antiga conhecidos comumente como “heróis épicos”, ao se concentrar sobre Aquiles e Odisseu na Ilíada e na Odisseia de Homero. Pontos de comparação com estas figuras homéricas incluem: Gilgamesh e Enkidu nos registros cuneiformes sumérios, acadianos e hititas; Arjuna e os outros Pāṇḍava-s no épico indiano Mahābhārata; e Eneias na Eneida do poeta romano Virgílio.
DOI
10.14195/978-989-26-1477-9
ISBN
978-989-26-1476-2
978-989-26-1477-9 (PDF)
Acesso
open access
Coleção Digital
Pombalina
Idioma
Português
Tipo
Livro
Nº de visualizações
184
Nº de downloads
53